Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Translate

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Seguidores

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

Os bruxos do século XX: neopaganismo e invenção de tradições na Inglaterra do pós-guerra

Os bruxos do século XX: neopaganismo e invenção de tradições na Inglaterra do pós-guerra

Janluis Duarte de Oliveira

Dissertação de mestrado em História (UnB)

Data da defesa: 17/11/2008

Resumo: Este trabalho enfoca o surgimento de uma religião: a moderna bruxaria neopagã, ou Wicca, a partir da obra do funcionário aposentado da Coroa Britânica, Gerald Brosseau Gardner, em meados do século XX. Baseada em crenças e idéias já bastante difundidas desde fins do século anterior, mas restritas a uma parcela específica da sociedade inglesa - entre as quais se incluem as teorias antropológicas de Sir James Frazer e de Margaret Murray - poucos anos após a sua divulgação a doutrina de Gardner alcançou imensa popularidade, sendo hoje contada entre as religiões com maior número de adeptos. Além disso, causou a ressignificação não apenas do movimento neopagão, cujo cunho nacionalista ou literário é abandonado em prol do caráter religioso, como da própria figura da bruxa. O que buscamos traçar, portanto, foram não apenas as origens e influências que resultaram na síntese de Gardner, mas igualmente os fatores sociais que possibilitaram seu surgimento e sua rápida expansão, entre os quais se incluem a necessidade de recuperação de poder numa Inglaterra devastada pela guerra e que perdera a sua posição hegemônica no panorama mundial, bem como a criação de uma identidade contra-cultural em um mundo em rápida transformação.


PDF - Texto completo

Nenhum comentário: