Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Translate

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Seguidores

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

Cinco mitos sobre a perseguição anticristã

IHU (18/01/2012): Cinco mitos sobre a perseguição anticristã: Em seu discurso anual aos diplomatas do dia 9 de janeiro, o Papa Bento XVI destacou a liberdade religiosa com ênfase nos cristãos perseguidos em todo o mundo. "Em muitos países, os cristãos estão privados dos direitos fundamentais e marginalizados da vida pública", disse ele. "Em outros países, eles suportam ataques violentos contra suas igrejas e seus lares". A análise é de John L. Allen Jr., publicada no sítio National Catholic Reporter, 13-01-2012. A tradução é de Moisés Sbardelotto. Nesta semana, uma delegação de bispos católicos da Europa e dos EUA tentaram chamar a atenção para um pequeno capítulo dessa história global: a Faixa de Gaza, onde 2.500 cristãos vivem em meio a uma população esmagadoramente muçulmana de 1,5 milhão de pessoas. Eles se encontram presos em um torno formado pela militância islâmica, de um lado, e por um bloqueio imposto pelos israelenses e pelos egípcios, de outro. O bispo inglês William Kenney disse aos cristãos de Gaza, "Você não estão esquecidos". É um sentimento adorável, e os bispos da Coordenação para a Terra Santa, que inclui o bispo de Tucson, Gerald Kicanas, como o representante norte-americano, merecem crédito pelos seus esforços. No entanto, ficamos pensando quanta realidade existe por trás da afirmação de Kenney. O intelectual francês Régis Debray, esquerdista veterano que lutou ao lado de Che Guevara na Bolívia, observou que a perseguição anticristã se desdobra diretamente no ponto cego político do Ocidente – as vítimas são geralmente "muito cristãs" para estimular a esquerda e "muito estrangeiras" para o interesse da direita. Como contribuição para apagar esse ponto cego, vamos desmascarar cinco mitos comuns sobre a perseguição anticristã. >>> Leia mais, clique aqui.

Nenhum comentário: