Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Translate

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Seguidores

sexta-feira, 12 de dezembro de 2008

As origens do espiritismo no Brasil: razão, cultura e resistência no início de uma experiência

As origens do espiritismo no Brasil : razão, cultura e resistência no início de uma experiência

Paulo César da Conceição Fernandes

Dissertação de mestrado em Sociologia (UnB)

Data da defesa: 27/05/2008

Resumo: O espiritismo é uma doutrina surgida na França durante o século XIX. Seus principais postulados são: a imortalidade da alma, a possibilidade de nos comunicarmos com os “mortos” e a reencarnação. Foi exposta pela primeira vez por “Allan Kardec”, pseudônimo do pedagogo lionês Hippolyte-Léon Denizard Rivail, que seria o principal responsável por sua divulgação e também autor de obras sobre o tema. Depois de uma história conturbada em solo europeu, devido ao caráter controverso de seus conceitos, o espiritismo chegou ao nosso país e aqui se fixou em rápida propagação. O objetivo desta pesquisa é entender a relação entre essa doutrina e o Brasil expressa no conjunto de algumas conseqüências sócioculturais que emanaram das origens desse contato. Procura-se compreender também o espiritismo qua talis, suas influências, sua história e principais conceitos. Busca-se assim responder algumas perguntas, que orientam este trabalho, como: O que é o espiritismo, qual é a sua história? Por que e por quem o espiritismo foi aqui recebido? Quais mudanças o espiritismo experimentou ao vir para cá, e ele contribuiu ou contribui de alguma forma para a cultura (religiosa) de nossa terra? Concluiu-se que ambos, o Brasil e o Espiritismo, acabaram por se influenciar mutuamente. Em alguns momentos, tais trocas não vieram de forma pacífica, e cada lado procurou apresentar suas “resistências” em meio ao “diálogo” que se estabelecia. Todavia, uma síntese se impôs, e o resultado é um espiritismo mais brasileiro e um Brasil que aprendeu a aceitar o espiritismo, em um processo que começou durante o século XIX, mas que se mostra presente até os nossos dias.


PDF - Texto completo

Nenhum comentário: