Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Translate

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Seguidores

segunda-feira, 24 de janeiro de 2011

Paz no mundo, paz entre religiões: os desafios da teologia pluralista

IHU (24/01/2011): Paz no mundo, paz entre religiões: os desafios da teologia pluralista: Em uma sociedade plural – cultural e religiosamente – como a contemporânea, é quase senso comum afirmar que vivemos hoje um "choque de civilizações" e também de religiões. Porém, "não haverá paz no mundo, sem paz entre as religiões; e não haverá paz entre as religiões, sem uma visão teológica pluralista". Para colaborar na reflexão em torno dessas questões, no próximo dia 8 de fevereiro, o Fórum Mundial de Teologia e Libertação irá celebrar, dentro do Fórum Social Mundial, em Dakar, Senegal, uma oficina sobre "Religiões e Paz: A visão/teologia necessária para tornar possível uma Aliança de Civilizações e de Religiões para o bem comum da humanidade e a vida no planeta". A organização da oficina é da Associação Ecumênica de Teólogos/as do Terceiro Mundo - ASETT/EATWOT. Para facilitar a participação e o debate, a EATWOT disponibilizou as conferências resumidas de vários especialistas que serão apresentadas sobre a temática proposta, que foram traduzidas e publicadas pelas Notícias do Dia do sítio do IHU. Em geral, o debate entre os autores mostra que as possibilidades para a paz não são um tema genérico, nem sociológico, nem político, mas sim concreto: possibilidade que se abre a partir da teologia do pluralismo ou da teologia pluralista. Assim, em suas reflexões, os debatedores se perguntaram sobre qual seria a "visão teológica" básica que as religiões precisam para conviver em paz e unir-se na tarefa urgente de ajudar o planeta e de humanizar a humanidade. >>> Leia mais, clique aqui.


Nenhum comentário: