Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Translate

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Seguidores

terça-feira, 9 de março de 2010

''A Europa está submetida ao Islã'

IHU (09/03/2010)

  • ''A Europa está submetida ao Islã'': O Oriente Médio está se esvaziando de cristãos. E a Europa está se enchendo de muçulmanos. Outros 50 milhões são esperados, segundo as estimativas oficiais da Comissão Europeia, dentro de 50 anos, em 2060, para "substituir" os 15% da população europeia trabalhadora, já envelhecida. Isso irá ocorrer por meio da Hijra, o conceito islâmico de migração. Em um sentido ou no outro, no Oriente e no Ocidente, o cristianismo deve enfrentar o seu declínio, enquanto o Islã prossegue no seu avanço. O jornal Le Monde Diplomatique de algumas semanas atrás enfrentou, em um amplo artigo de Patrick Haenni e Samir Amghar, o tema do "Islã conquistador, o mito que retorna". A última edição da revista Newsweek dedicou sua capa ao conceito de Eurábia, negando-o, na onda de otimismo gerado pela nova política de Obama com relação aos muçulmanos. Mas o atentado fracassado contra os "cruzados", que deveria ter feito um avião, que decolou da Europa em direção aos EUA, ter explodido pelos ares, exatamente no dia de Natal, atenuou os ânimos e repropôs perguntas e interrogações. E assim também os homicídios de cristãos no Oriente Médio e na África (que são quase notícia diária) e as polêmicas sobre os minaretes e sobre o véu na Suíça e na França, para não falar do avanço xenófobo na Holanda, notícia dos últimos dias. Bat Ye'or é a estudiosa do Islã à qual se deve a elaboração do conceito de Eurábia, tornado célebre na Itália pelos escritos de Oriana Fallaci. É o Islã – defende ela – a causa do declínio do cristianismo, começando pelo Oriente Médio. Depois, lança um apelo a cristãos e judeus para que não lutem uns contra os outros, fazendo assim o jogo jihadista. A reportagem é de Maria Antonietta Calabrò, publicada no jornal Corriere della Sera, 06-03-2010. A tradução é de Moisés Sbardelotto. Eis a entrevista.

Nenhum comentário: