Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Translate

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Seguidores

quinta-feira, 4 de março de 2010

''Eu, perseguido por causa do meu Alcorão''

IHU (04/03/2010)

  • ''Eu, perseguido por causa do meu Alcorão'': Nasr Abu Zayd apresentou nesta terça-feira uma conferência na escola superior Sant'Anna di Pisa na manifestação "O diálogo entre as culturas", organizada pela Reset-Dialogues on Civilizations. Falar com Nasr Abu Zayd, filósofo e teólogo egípcio, significa enfrentar o coração do problema do fundamentalismo e do dogmatismo na religião muçulmana. O seu nome tornou-se uma bandeira da interpretação humanística, ou simplesmente humana, do Alcorão, o que constitui um problema para aqueles que defendem a natureza divina da letra do texto sagrado. O que lhe custou caro, porque uma sentença o declarou apóstata em 1994, modificando o curso da sua vida. Mesmo que depois a Universidade do Cairo tenha o readmitido ao ensino, a justiça egípcia anulou o seu casamento, pronunciando um divórcio que o obrigou a se transferir com sua mulher para a Europa, onde começou a ensinar, a partir dos anos 90, antes em Leiden e depois em Utrecht, na Alemanha. Entrevistamo-lo enquanto ele trabalha em uma nova exegese integral do Alcorão em inglês e em árabe e na tradução ao árabe da Enciclopédia do Alcorão em seis volumes. A reportagem é de Giancarlo Bosetti, publicada no jornal La Repubblica, 02-03-2010. A tradução é de Moisés Sbardelotto. Eis a entrevista.


Nenhum comentário: