Nosso Blog é melhor visualizado no navegador Mozilla Firefox.

Pesquisar este blog

Carregando...

Total de visualizações de página

Google+ Followers

Translate

Perfil

Rio de Janeiro, RJ, Brazil
Cláudia Andréa Prata Ferreira é Professora Doutora - Categoria: Associado III - do Setor de Língua e Literatura Hebraicas do Departamento de Letras Orientais e Eslavas da Faculdade de Letras da UFRJ.

Seguidores

terça-feira, 2 de junho de 2009

Desafios da inculturação do cristianismo

Revista IHU (01/06/2009): Desafios da inculturação do cristianismo: Para o teólogo Degislando Nóbrega de Lima, a inculturação do cristianismo no mundo plural, remete a compreensão da evangelização associada à educação contínua de esperança.


As questões que fazem parte do debate acerca do pluralismo religioso têm suscitado uma reflexão exaustiva sobre a identidade: “Quem somos? O que propomos? O que nos distingue? Do quê e de quem podemos/devemos nos aproximar? O que temos de corrigir, inserir ou depurar para continuar sendo quem somos ou deveríamos ser?”. A opinião é defendida pelo teólogo e professor da Universidade Católica de Pernambuco (Unicap), Degislando Nóbrega de Lima. Para ele, essas questões “mobilizam de forma subjacente ou explícita o cristianismo atual”.


Em entrevista concedida por e-mail à IHU On-Line, Lima afirma que o desafio para a inculturação do cristianismo num mundo pluralizado, está diretamente ligado à libertação da mensagem cristã “dessa fixação agressiva na recomposição de uma unidade perdida”. E dispara: Essa libertação supõe superar “o medo da liberdade alheia, medo pela salvação das maiorias, e o medo de que o Evangelho não baste para tocar, atrair as pessoas”. Para ele, trata-se de levar a sério a “missão como contínuo processo de ir discernindo na história a possibilidade e a exigência da revelação de Deus como revelação do homem ao próprio homem, de modo que a fé cristã não seja nivelada a um suporte técnico entre os tantos já disponíveis no universo da racionalidade instrumental”. >>> Leia mais, clique aqui.

Um comentário:

Além dos Muros da 'Torre' disse...

Prezada Senhora:

Li pouco pelo tempo que tenho. Gostei muito do Blog e do seu site.
Tenho feito pesquisas sobre um assunto, e quem sabe possa me ajudar.
Gostaria de obter informações confiáveis sobre o uso do sangue pelas nações dos tempos bíblicos, fora os judeus.
Pertenço a uma religião que faz restrições ao uso do sangue, mesmo para medicina, apegando-se a ordem dada ao Israel antigo.
Como as naçôes em volta de Israel usavam o sangue? Bebiam, literalmente, achando ter algum poder?
Gostaria de sua ajuda, ou indicação de material para pesquisa e leitura.

Grato.

Tales
tjcurioso@hotmail.com